24 de janeiro de 2012

Quem nunca amou que atire a primeira pedra!



Sempre tive, devido minhas experiências, uma visão cética e espirituosa, para não dizer sarcástica, sobre o amor...
Mas eis que então, alguém brinca de acender a luz e fazer você falar ao telefone com vozinha engraçada, cheia de aliterações e expressividades delicadas.
De repente consigo me perceber íntegra fazendo planos.
Parece que amor é alucinação.
É desviar o caminho dos sonhos.
É loucura a dois.
Onde se encontra sobriedade até em cafuné...E agora? O “piques” é para que lado?



Quanto ao futuro...
Cabe a ele todos os direitos reservados!

Amne

3 comentários:

Gabriel Revlon disse...

Como viver sem amar, mesmo que seja só uma vez por toda vida ?

O Clube do Salto disse...

Ah o amor!!!
Esse vilão, esse herói.

O amor é tudo.

Bj
Sandrine

Nadine Granad disse...

Que lindo seu espaço!...

E que gostoso de ler!!!

Adorei a trilha sonora ;)

Beijos =)