11 de abril de 2010

Cutucando certezas para cultivar uma cultura anti stress


Fui ao médico dia destes, o cara olhou bem para mim e disse à queima roupa “ que ando com problemas”, é um BIDU! Mandou eu encontrar algo que gosto pra diminuir minha tensão .
Então cá estou, e boa sorte pra nós!
Aí eu meio desanimada abri um jornal, que mais parece uma coluna contemporânea de “Nostradamus “.
Alta tecnologia pra se falar de desgraças, pensei comigo:
“ ai Jesus, mais um pouquinho nossa alma vem com chip...!”
Enquanto isso a galera em Cuba ainda enfrenta suas barreiras pra “acessar o mundo”, contraditório não seria, porque enquanto isso acontece, tem gente sendo latifundiário Virtual (que piada).Mas pasmem é verdade, as fazendas toscas dos sites de relacionamentos hoje movimentam cerca de 100 milhões de dólares ao ano...que retrocesso cerebral, os Australopithecus devem sentir raiva, pra que tanta evolução?
O mundo está mesmo contraditório até pra roda da vida, parece que faltam nem que sejam “segundos” de sabedoria.
Vivemos o futuro antes do futuro chegar, e o presente quem vive?
Na televisão eu vi dia destes uma propaganda onde a mulher mandava cuidar da “Flora” da “fauna” RS do intestino fora de casa, pensei comigo “Que droga, porque não falam para cuidar da fauna da Amazônia !?!”
”Quem cuida disso afinal?!Prioridades?
É dengue, tragédias ambientais(veja No Rio esta semana)...e ainda tem gente perdendo tempo com 2012.Chamo físicos,cientistas e afins pra declamarem a data para se acabar com a fome.
A gente anda vivendo meio “retrospectiva de final de ano da televisão”, um monte de informação, imagens jogadas em menos de um minuto...no final a gente não carrega nada, nem o rosto de quem amamos.Memória fraca?
E assim a vida segue.
Fiquei pensando na falta de cultura, porque as pessoas correm tanto e nem aprendem mesmo nadinha, (e olha que li que nosso cérebro aprende até dormindo).Acho que a tecnologia de certa forma desamplia relacionamentos. Pra se brigar com alguém hoje é mais fácil marcar hora no Messenger...Tá uma droga esta vida moderna, porque as facilidades tecnológicas parecem nos levar pro tal buraco negro perdido na dimensão de nós...aquele que os cientistas tanto estudam.
Voltando pra cultura, pensei em educação (são parentes!), pensei no Brasil, este país sem educação.Encontrei até uma saída pra minimizar os danos “ O ideal seria, como saída imediatista, colocar os filhos dos nossos governantes na rede pública de ensino. Já imaginaram?”...boa...
Putz, tantas são as lutas que ainda temos neste caminho tortuoso de humanidade, como diria o poeta, bem desumana...chega ser degradante pensar muito.
Na próxima vida pretendo vir vaga-lume pra acender a “bunda” e ainda voar...parece fácil? Nada ...estão sendo extintos por conta da poluição e degradação sem fim...vamos e vamos andando pra trás ...
A anti evolução pra que tenham uma idéia é tanta, que tem um lugar no mundo que se chama Orânia, ( que fica na África do sul, um Apartheid moderninho)onde só tem gente “Fina”, RS, lá o povoado é 100% branco ...defendem isto.
Agora imaginem comigo a placa do lugar “Seja bem vindo se você for branco” aaaaa vahhh, e nós aqui fazendo feira de tecnologia, criando robôs sentimentais (é sério foi criado um pelos árabes...).
Pelo amor de DEUS! Estes dias vi que Alice agora vem em 3D, Tim Burton que me perdoe, gosto do bom e velho filminho, ingênuo ...tradicional...porque estes tecnológicos são massa, incríveis, mas cadê o charme?
Mais um pouco comeremos ração humana no cinema...tchau pipoquinha!Mando lembranças...
Credo, este mundo nos coloca (me coloca hahahah) em cada questionamento...
É “Avatar” (pobre Chaplin), é coelho sendo queimado pra fabricação de bicombustível.Onde vamos parar? Vamos parar?
Mais um pouco a gente começa a matar pessoas pra fabricar hambúrguer.
Meu Deus do céu, tem gente achando bacana se tornar militante contra xiita...mó febre ser terrorista (e olha que como “moda” deve durar pouco).
Sociedad de mierda!
Bizarro!
As vezes sinto é saudade das cores primárias que a professora ensinava nas manhas sutis, aquela coisa bairrista da infância.Hoje as crianças acessam o Google Earth...e tem medo de minhoca!
Vivemos a política do “foi mal”, dá uma saudade das velhas e boas “desculpas”...aquela política de se pensar nos demais.O sistema que criamos pra nós, sei lá viu...individualista ao extremo, nos colocará em 2012...é o CAOS.
Queria pensar em coisas mais simples, como o por que dos gatos ronronarem, mas não tem jeito não.Nossa preocupação como filhos da tecnologia tá mais para “pílulas de inteligência”, “Vida artificial”, “casas multigeracionais”,e como “gerar demanda” e blá e blá e blá...
O médico estava errado, Tô stressada novamente RS
Vou dormir tchau, porque a vida moderna nos dá pílulas do conforto e nos aproxima do equilíbrio do Batman!
Boa noite!
Amne

2 comentários:

Di Ozzi Candido. Poeta, modernista. disse...

... Um lapso de verdade numa e crua misturada, bem fundida com poesia.
Viajei sete mares de pensamento com teu texto encantador, e agora, solto um longo suspiro.

Ozzi Candido.

furlanettojornalista disse...

Que dizer da modernidade e dos avanços que a ciência troxe e traz a cada instante. Outro dia me perguntava se ainda é possível descobrir algo. Onde estão os inventores que passavam horas a fazer dos seus experimentos um elo de satisfação com a realidade fora do mundo.
Para onde nos levará esta tecnologia que distancia pessoas e aproxima desconhecidos?
Sim, estamos tão acostumados com o email que já não nos falamos mais, mandamos emails para os filhos, o vizinho, o amigo e aqueles que um dia nos deram um ombro amigo para chorar.