24 de abril de 2010

“Só sei que nada sei”


Tenho uma professora que do alto de sua vasta sabedoria se mantêm em pleno estilo Socrático.
Parece que os seres favorecidos encefalicamente tendem a este comportamento.
Cá muito entre nós, ela é basicamente um “mestre do magos” pós moderno, para cada pergunta, ela solta outro questionamento mais abrangente, e sinceramente some atrás de alguma pedra... deixando-nos lá com cara de paisagem, com cérebros super aquecendo nas noites e dias vindouros.
Andei pensando novamente em questionamentos nada saudáveis pro momento, eis que deparei com Sócrates em sua conhecida frase de Orkut :“Só sei que nada sei”.
Sabedoria condensada em uma única e singela junção de símbolos, tão bem codificados em seu pleno e abrangente significado...e há um baita tempo por sinal...Antes, bem antes de Jesus já tinha gente sendo condenada por defender a Verdade.
Vamos simplificar a coisa, se é que dá pra agir sem comportamento “Mestre dos magos” nesta situação.
Hoje buscamos tanto tudo (que em geral é nada ...coisas vazias), que perdemos a capacidade de compreender a Verdade das coisas. A tecnologia, a evolução social tem mesmo nos prendido sozinhos dentro de nós, e por alguma razão “alienígena” estamos perdendo a capacidade do questionamento.
(Aquele comportamentozinho que o cara tanto gostava, e a minha professora também hehehe)
Bom, a bem da verdade é que hoje deixamos que questionem sem questionamento algum, as respostas que buscamos, então as encontramos prontinhas em algum lugar do Google.
Não lhes parece legal, mas é isto mesmo.
Enquanto uns tomavam cicuta pra defender posicionamentos e questionamentos a gente tem a postura do “Hã, é comigo...ah deixa pra mais tarde.Eu acredito em qualquer coisa, desde que eu não tenha que pensar muito”...e enfiamos goela abaixo, e só.
Não estou filosofando, estou buscando algo ou se preferirem: estou fazendo uma investigação cega sobre os desdobramentos das coisas que me incomodam, paradigma bem meu.
Parece que estou filosofando.
(rsrsrs...depois não entendem quando cito o Batman, e sua frieza inglesa diante de um precipício...)
Como eu ia dizendo...evolução do que mesmo? Dos Homens? Parece que não, ainda matamos quem pensa, no mínimo limitamos seu conhecimento.
Vejam a situação das mulheres muçulmanas.Bom, aí terei críticos colocando que é uma questão cultural, eu prefiro pensar que é uma questão humanitária.Moramos todos no mesmo planeta ou não?Porque quando acabar a água seremos de fato “todos seres humanos” ...?E gente é feito tudo igual. Carne, osso e algum sentimento.(Que dependendo está no cérebro ou n’alma...)
Parece que o filósofo já sabia das coisas :
É melhor morrer defendendo uma vida justa à viver inverdades!
Porque é só através da verdade e da justiça que se evolui verdadeiramente.
O cara já falava da importância de nos conhecermos, mas nós altamente contemporâneos achamos bacana é camiseta com filtro solar...
Quando será que chegaremos em algum nível razoável de sabedoria?
Onde nosso eu, nossas verdades e paixões nos dêem coragem de tomar a cicuta da vez?
Estando nós antes de tudo, valendo cada gota de nosso suor, fazendo questionamentos e considerações internas valer o veneno do auto conhecimento.
Sócrates disse:

“A maneira de se conseguir boa reputação reside no esforço em se ser aquilo que se deseja parecer.”

Conheço gente moderna que diz:

Se a tua consciência está tranqüila, que se Foda a tua reputação!

(graças à Deus existem pensantes sobre esta Terra, em números restritos de fato, mas quase se enche um mão inteirinha RS). Mas ao que parece ainda hoje a maioria segue o que o mesmo pensador observou no comportamento humano, somos embalagens ambulantes sem conhecimento algum sobre a terra , nossa reputação do parecer vem antes inclusive do direcionamento de nossas vidas. Nos tornamos só isso?
A importância da liberdade do pensamento, do auto conhecimento só me faz pensar que existindo a falta deles nos tornamos escravos de nossa ignorância, covardes e sem confiança em nós mesmos.
A importância da sensibilidade dos poetas, a particularidade de ser como se é, a essência individual e a verdade são hoje banalizados como na Grécia já o era...
O processo lógico de evolução pecou na demora, nossas mentes (que tão pouco conhecemos) só serão livres e plenas, quando nossa mente for no peito, defendermos nossas verdades e crenças, e termos pleno domínio de cada compartimento nela guardada...haja boa vontade, aplicação e esmero.
Do contrário só tomando cicuta, ou sendo o Batman.
Amne


Obra: Dali "Premonição"

5 comentários:

com versador disse...

Penso que a decapitação é a forma de vida mais equilibrada com a realidade.

Muito bom te ler.

Ovelhinha... disse...

Olá..
passando para desejar uma ótima semana!
Beijos e visite meu blog...
Adoraria verte por lá.

Wandréa Marcinoni disse...

Acompanho seu blog há alguns meses e gostaria de parabenizá-la pela beleza e simplicidade das palavras...pelas mensagens de conteúdo...pela poesia nas pequenas coisas...por filosofar de maneira tão limpa. Parabéns.

uma poetinha... disse...

Primeiro que hoje tô na correria, mas amei a visita de vcs. Assim que conseguir um tempo com calma (pois p c apreciar o "pensamento" alheio é necessário um coração de ouvir, tempo e calma rs)...verei com muito prazer ambos os blogs! promessa!!! Segundo muito obrigada, é bom saber que alguém lê, e mais...que sentem o que sinto!!!
beijos
obrigada

A Poetinha

Anônimo disse...

Obrigado por Blog intiresny