8 de maio de 2009

Sorte ou Azar


Sem volta!

Quem somos nós afinal?

Com delicadeza construímos “adeus”
Com fúria abrimos os braços permissivos
Com gritos silenciamos quem fala
Com lágrimas acalentamos quem chora
Com vida ressuscitamos mortos
Com loucura achamos normalidade
Com ironia damos as mãos
Com disfarces vivemos tudo em um dia
Com os segredos fazemos pactos
Com gratidão viramos as costas

Quem somos nós afinal?
Amne

Um comentário:

Alana disse...

"Somos quem podemos ser...sonhos que podemos ter"

Só isso.
A SHU.