29 de abril de 2009

Pai dos Burros


Pessoas, venho pedir desculpas pela vergonha que passei!
Mas como poeta, (título meu,que obviamente nada se refere à minha escrita pobre, ou
mesmo à minha má gramática, título adquirido pelo sentir apenas...e por meus tons que só alguns conseguem ver),preciso confabular sobre a língua.
Dia desses escrevi logo abaixo “ilariante” e não “hilariante”, após a vergonha situada pela cor da minha face, foi notório que existem olhares sobre tudo o que escrevo e sou.
“QUE BOM!”
Este substantivo masculino, oriundo do latim, que tem por significação na língua portuguesa denominar aquele que alegra...é apenas mais uma palavra, diferente da pessoa que vos fala, eu não sou apenas mais uma pessoa.Eu sou eu, tão desvanecidamente contraditória, crua e imperfeita.
É obvio hoje, que para ser “poetinha” tenho muito para aprender...mesmo porque, aqui nesta TERRA DE MALUCOS HERÓIS , este país belo e triste de se ver, já existem “analfabetos demasiados”, não posso contribuir para a pouca sapiência popular.
Peço desculpas pela vergonha que passei...embora me sinta plena ao errar, pois houve um tempo que eu não me permitia os tais erros (mesmo ligados apenas a tal complexa língua...), muita evolução no meu errar, SOU ENFIM HUMANA.
(Observe você o que lhe digo, isto de maneira alguma desmerece os criteriosos, que reproduzem as críticas que me fazem melhor, ao contrário, os torna dignos de minha humildade. Mas esta, já é outra história!)
Nós nunca cansamos no aprender, e nem quando passamos vergonha.
O que não devemos é virar estátuas de sal..."acomodados com tudo aquilo que nos incomoda."Neste caso em especial, esta minha má gramática!
Beijos e abraços de uma menina que anda precisando de livros, e aceita doações de conhecimento!!!
;)
Hoje menos Hilariante e mais "ilariante" do que nunca!
Acho que agora começarei à fabricar novas palavras,
devo mesmo ser POETA!
O que acham??? rs
PS-Direto do mundo dos "SHUS"

Amne
=)

Um comentário:

Alana disse...

A viva a Poetinha que se permite errar!! Viva a vida humana que se pode sentir plena no erro!
Sejamos errantes porquanto humanos, mas busquemos sempre uma maneira de acertar!

Mandou muito bem no texto, como sempre, estrela!

Beijos de A Shu para a Zé Shu! s2