27 de junho de 2009

Apenas um lado da moeda!


Criar juízo? O que ele come?

Menina maluquinha, você precisa criar juízo!- gritava a inspetora da escola, quando eu passava correndo levantando a saia dela...
Durante toda a minha existência sempre escutei esta frase.
Mas alguém sabe o que é ter juízo ?
Juízo pras coisas certas, pra ser do bem...mas o certo, varia com a situação, não acha?
Quem nunca camuflou algo?Quem nunca jogou sujeira embaixo do tapete?Juízo...
É fácil definir o que é certo através dos tais valores, mas analisando friamente : A igreja (instituição) prega valores, mas tem padre comendo criancinha ... o padre é parte dela, não? Cadê o juízo dele?
Ter valor e ter juízo nada tem haver com padrões e dogmas sociais, pra mim ta bem mais ligado ao fato de não fazer mal pra nada nem pra ninguém, e tentar sempre dar o melhor de si, ter juízo é ser forte e andar em linha reta, ou não é?
Agora muita gente diz que eu não tenho juízo, será?
Eu dispenso o juízo quando uma certa turminha de cinco anos me convida pra jogar bola no parque, dispenso também, quando gente carrancuda amolece quando eu abraço mesmo contra à vontade, dispenso quando não resisto e lasco o dedo na cobertura do bolo dos outros, acabo com ele quando é pra rolar na grama, e empinar pipa de salto, nem ligo pro juízo quando falo a maior bobagem perto de gente “certinha”, ou conto piada pra quebrar o silêncio imposto, quando imploro pro cara que aluga a cama elástica me deixar participar da bagunça, não ligo pra ele quando arremesso salame e voa em carecas alheias...(lembra gente?).
O certo e o errado varia dependendo do lado da história que estamos, então cuidado ao citar o juízo alheio.
Apenas seja do bem!
Rótulos são pra embalagens!!!
Beijo
Amne

Um comentário:

Nani disse...

Adoro faltar com o juízo!

Logicamente, que da maneira mais saudável! rsrsrs