19 de junho de 2009

Guardador de friezas


Por um segundo

O que tocou você assim?
Como não sente?
O que congelou tua alma?
O que petrificou tua mente e olhares?
Onde mora ?
Pra onde vai?
Já sonhou?

O que tanto nos diferencia?
Onde é o norte?
O que é o "bem"?
Você já tentou ser bom?
Em que acredita?
Por que se guardou?
Por que não me achou?
Por que tuas lágrimas eram sem sal?

Tem medo do espelho?
Já sorriu de verdade?
Respira sem culpa e sem dor?
Qual é o caminho?
Já amou de verdade?
Por que já esperou ?
Já quis muito um abraço?
Já foi enganado?

O que vê quando acorda?
Alguém já lhe amou?
Que cor tem teu sol?
Já colecionou selos ou pedras?
Quando cantou pela última vez?
Já escutou um sábio?
Já conversou com a lua?

Sabe onde está agora?
Do que se lembra?
O que já esqueceu?
O que é mesmo importante?
Quem já perdeu?
Já escutou o vento?
Quantas vezes olhou pra fora?
O que pretende afinal?
por favor...
conte-me!

Amne

3 comentários:

Elis A. Martins disse...

Amei!
Poema encantador, cheio de atenção e amor.
Parabéns...
Elis

cervan disse...

cachaça contra o frio é a pedida.

muito bom o poema. bjos

Tinkerbell. disse...

AMEI cada verso desse poema, muito lindo mesmo :')