1 de junho de 2009

Palhaço triste e suas flores de carvão



Era uma vez um palhaço, que possuía todas as cores, embora não soubesse.
Era mesmo um palhaço...(Um palhaço triste por ser um homem vazio).
Andava com os bolsos cheios de flores, e mãos ofertando doces coloridos e sedutores.
Olhos brilhavam ao desejar o brilho do palhaço, que vagava sem sorrir entre as pessoas.
Ofertava para cada pessoa o que possuía,mas cada uma que aceitava a oferenda recebia apenas carvão.
Um toque no palhaço e pronto, perdiam a vida ...pura escuridão!
Por acreditar na beleza do palhaço, viam suas vidas desfeitas, lágrimas em suas mãos.(Um palhaço triste por ser feito de vazio...)
Ele continuava, dia após dia, ofertando o que possuia ...escuridão e vazio,
embrulhados com papéis de presente, com aromas doces e cores diversas.
Certo dia deparou-se com um anjo, sua primeira reação foi estender suas flores de carvão,o anjo sorria por dentro tamanha decepção.
Deu então ao palhaço uma pedra, e disse:
"Este é meu presente para você"
O palhaço que era triste e vazio, disse então:
"Não posso aceitar apenas uma pedra, prefiro doces e flores de carvão"
O anjo chorou, chorou, chorou...pois a pedra, era puro "Amor"...
Mal sabia o homem vazio...o palhaço triste, com alma de carvão!
...então o anjo entre lágrimas, abriu suas mãos e mostrou ao palhaço sua pedra...
A pedra transformou-se então, enfim, no mais bruto e puro carvão...


Amne

Um comentário:

Luiz eduardo disse...

obrigado por ser fonte de brilho e sabedoria na minha vida e acho que posso falar na vida dos "SHU's"

"Não devemos deixar nossa vida depender de palhaço cinza...
A tua vida não serve para pessoas com alma de carvão...
Não permita que sua felicidade dependa de algo que possa perde ...
A tua vida não é um simples brinquedo muito menos um doce colorido...."