31 de agosto de 2009

Por um triz


Doente sou..serei e seria...
Porque sempre fui assim!

A sabedoria vem de um velho qualquer
ou do novo, muito novo que demorará no ser velho
nunca contemporânea...

A doença tem amplo papel, e muitos significados
Pathos, doença ou sofrimento,
A questão simples do contexto
Variável...
Uma vez que variam seus pertencimentos
Tanto no corpo quanto na alma...

Algumas vezes é possível se encontrar doente,
por vezes se é Doente.
A doença pode ser tua, ou advém de terceiros.
A complicacação está deveras clara na existência desta
Uma vez que para quase toda patologia existe medicação
Embora dependendo da doença
Se for mais da alma que do corpo, propriamente dito,
Nunca se verá salvação...

Eis então clara condenação
Que não permite um traço de lucidez
Tão pouco sanidade ou purificação

A doença é também uma droga que vicia ...
E para lidar com ela
Bom,
Só mesmo tendo raros lampejos de sabedoria.
Amne

Um comentário:

João disse...

"nos deram espelhos , vimos um mundo doente..."

Amne, poesia plena , triste e bonita , como sempre devem ser as coisas perfeitas, não sei , uma alma para ser curada é tão difícil , mas tão difícil, que as vezes se morre por tentar curar nossas almas sedentas de uma "saúde" , bjão!