4 de setembro de 2009

Lá vem ela


Não quero mais falar do amor.
Nem das dores da vida.
Nem do sol, da chuva ou do vento
qualquer força da natureza...
Nem das Marias
daquelas sem vergonha...
Não vou falar do caminho
Nem de suas pedrinhas grandes
Queria falar das rendas do meu vestido novo
feito da mais pura simplicidade
e do chinelinho velho que arrumei pra combinar comigo
Porque hora desta
lá vem o sol,
me deixando bela pras tardes
meiga pras manhãs
e suave pro exato momento
que o vento tocará na dor dos meus cabelos que choram amores de outra época...

Amne

Um comentário:

João disse...

engraçado, sua poesia me fez pensar o quanto podemos não querer falar sobre nada , mas logo me deparei com uma questaão paradoxalmnte assustadora:não podemos não querer sentir algo, isso é terrível rs, a natureza de tudo sempre mais forte que a vontade humana, poesia plena, bjo!